Calendário PIS 2019: Tabela PIS, datas de pagamento, Consulta Saldo

Se você é trabalhador Brasileiro e recebe até 2 salários mínimos por mês, fique atento para a divulgação do calendário PIS 2019. A tabela, divulgada pela Caixa Econômica Federal em parceria com o Ministério do Trabalho, estabelece as datas de saque do abono salarial Caixa para 2019. Fique atento para as datas de pagamento do calendário PIS 2019, pois os brasileiros que não realizarem o saque até 30 de junho podem perder o direito de sacar o benefício.

Calendário PIS 2019
Calendário PIS 2019

O PIS 2019 é um benefício criado pelo Governo Federal trabalhadores de baixa renda. Esse benefício foi criado na década de 1970, e suas regras e formato foram alteradas diversas vezes, ao longo dos anos. Em sua alteração mais recente, o abono salarial 2019 passou a ser pago com valor proporcional ao tempo de serviço com carteira assinada pelo trabalhador durante o ano base, por exemplo.

Já o calendário PIS 2019, que até 2014 era pago sempre até o final do ano, hoje é pago entre Julho e Março do ano seguinte, para evitar fraudes, segundo fontes do Ministério do Trabalho. Assim, para quem quer saber mais sobre o PIS, esse texto vai dar algumas dicas importantes, sobre, por exemplo, a sua tabela, como retirar o seu extrato e o valor desse benefício. Confiram comigo todas essas notícias.


PIS 2019

PIS 2019

O Programa de Integração social é um benefício criado para atender aos trabalhadores de baixa renda da iniciativa privada. Foi criado em 1970 pelo governo militar. Na época, tratava-se de um fundo de investimento público, bem similar ao formato ao Fundo de Garantia. Hoje, o benefício é pago na forma de um décimo quarto salário, pago entre Julho a Março do ano seguinte, com valor que varia, de acordo com o tempo de carteira assinada durante o ano base.

O PIS é pago pela Caixa Econômica Federal, com recursos do Ministério do Trabalho e emprego. O pagamento do benefício é realizado através do calendário PIS 2019, e quem não realizar o saque do benefício até o dia 30 de junho, perderá o direito de realizar o saque do benefício, e os recursos voltam para o Caixa Único da União.

Vale lembrar que o servidor público não recebe o PIS: a ele é reservado outro benefício com regras bastante semelhantes, o PASEP 2019. O PASEP é pago pelo Banco do Brasil, e seus pagamentos são ordenado pelo número do PIS/PASEP do servidor, enquanto que os pagamentos do PIS são ordenados de acordo com a data de nascimento do trabalhador.


Calendário PIS 2019

O calendário PIS 2019 foi desenvolvido pela Caixa Econômica Federal e pela equipe econômica do governo para dividir e diluir os pagamentos dos benefícios. Dessa forma, evita-se transtornos durante o período de saques nas agências da Caixa Econômica Federal, e facilita a tarefa do Governo de controlar o orçamento da União.

Esse ano, o calendário PIS 2019 inicia os pagamentos na segunda quinzena de Julho. Os pagamentos deverão ser liberados gradativamente até março do ano seguinte, e a data final para saque dos benefícios é em 30 de Junho.

Confira abaixo as datas de pagamento do benefício:

Datas de pagamento do Calendário PIS 2019
Aniversário Início dos Saques: Credito em Conta: Término dos Saques:
Julho 26/07/2018 26/07/2018 28/06/2019
Agosto 16/08/2018 16/08/2018 28/06/2019
Setembro 13/09/2018 13/09/2018 28/06/2019
Outubro 18/10/2018 18/10/2018 28/06/2019
Novembro 20/11/2018 20/11/2018 28/06/2019
Dezembro 13/12/2018 13/12/2018 28/06/2019
Janeiro e Fevereiro 17/01/2019 17/01/2019 28/06/2019
Março e Abril 21/02/2019 21/02/2019 28/06/2019

Lembrando que os pagamentos precisam ser realizados até o dia 30/06, pois se o trabalhador não sacar até a data limite, os recursos voltam para os cofres da União.


Quem tem direito ao PIS

O PIS 2019 não é pago a todos os trabalhadores. Para ter direito ao benefício, é necessário que o trabalhador se enquadre pelas regras definidas pelo Ministério do Trabalho. Para ter direito, é necessário que o trabalhador se enquadre em todos os requisitos descritos abaixo:

  • Seja trabalhador da iniciativa privada;
  • Tenha pelo menos 30 dias de carteira assinada no ano anterior;
  • Tenha pelo menos 5 anos de cadastro no PIS;
  • Sua renda média, no ao anterior, não poderá ultrapassar o limite de 2 salários mínimos;
  • Seu empregador precisa ter informado seus dados na RAIS de 2018/2019.

Caso o trabalhador se enquadre nos requisitos descritos acima, mas não esteja recebendo o benefício, deverá procurar o atendimento da Caixa Econômica Federal, e conferir as datas de pagamento do calendário PIS 2019.


Quem não tem direito ao PIS

Muitas pessoas têm direito ao PIS, como foi citado acima, mas em contrapartida outras pessoas não, veja quais são:

  • Trabalhadores que trabalham para uma Pessoa Física, sendo trabalho Rural ou Urbano;
  • Empregados Domésticos;
  • Trabalhador Jovem Aprendiz;
  • Trabalhadores que não completaram os 5 anos de cadastro PIS;
  • Além de diretores de emprestas sem vínculo empregatício, mesmo contribuinte do FGTS.

Documentos necessários para sacar PIS 2019

Os documentos necessários para realizar o saque PIS 2019 não são muitos. Você escolhe:

Caso não seja necessário ir na “boca” do Caixa:

  • Cartão Cidadão;
  • Cartão da Conta Caixa.

Se precisar falar com um atendente, é necessário que esteja com um dos seguintes documentos em mãos:

  • Carteira de Trabalho;
  • CNH;
  • RG.

Valor do PIS 2019

O valor do PIS é de acordo com um salário mínimo. Dessa forma, para o calendário PIS 2019 você recebe no máximo R$ 1.002,70.

Caso você não tenha trabalhado durante 12 meses, e quer saber o cálculo de quanto você receberá, basta consultar a tabela do valor.

Valor do PIS com novas regras

O Abono Salarial começou a pagar o valor proporcional aos trabalhadores a partir da aprovação da Lei 13.134/15.

Sendo assim, para ter direito o trabalhador terá que trabalhar 30 dias com a carteira assinada no ano anterior.

Se você trabalhou 1 mês e 15 dias, receberá como 2 meses.

Já quem tem 1 mês e 14 dias, receberá como 1 mês.


Cotas do PIS 2019

Veja abaixo quais as pessoas que tem o direito de retirar as cotas do PIS:

  • Participantes quem tem 60 anos de idade ou mais;
  • Cadastrados no Fundo PIS/PASEP até 04/10/1988;
  • Que não sacaram o saldo da conta individual de participação.

Caso a pessoa de direito das cotas tenha falecido, o pagamento para os dependentes será feito pelo evento morte, com a  apresentação dos seguintes documentos em uma Agência da Caixa:

  • Documento de identificação do sacador.
  • Comprovante de inscrição PIS/PASEP (opcional — caso os dados apresentados não permitam a identificação da conta PIS/PASEP).
  • Formal de Partilha/Escritura Pública de Inventário e partilha.
  • Alvará judicial designando o sucessor/representante legal e Carteira de Identidade do sucessor/representante legal (na falta da certidão de dependentes habilitados), ou
  • Atestado fornecido pela entidade empregadora (no caso de servidor público) ou
  • Certidão ou declaração de dependentes habilitados à pensão por morte expedida pelo INSS;
  • Documento de identificação pessoal válido.

Consulta PIS 2019

Para quem deseja retirar o seu extrato PIS e saber o quanto ainda tem a receber do Governo, de uns dos benefícios pagos pelo programa, tem duas opções, as quais são:

Consulta Saldo PIS
Consulta Saldo PIS
  • Ir até uma agência Bancária da Caixa Econômica Federal: Você pode retirar o seu extrato com um funcionário, basta apresentar o seu cartão cidadão e um documento de identidade, assim, já fica sabendo todas essas informações e consegue se programar melhor quanto aos pagamentos a serem feitos;
  • Acessando o site https://sisgr.caixa.gov.br/internet.do?segmento=CIDADAO01: Dessa forma, basta preencher o seu número PIS e a sua senha da internet, para ter acesso ao seu extrato PIS, podendo inclusive imprimi-lo, caso seja a sua vontade.

Tabela do PIS

Além de saber quanto se para receber do Governo, consultando o seu extrato do Pis, outra informação de suma importância, é conhecer quais as datas de pagamento do PIS determinadas pelo Governo. Para isso, ter a tabela PIS é fundamental.

Você pode pegar a sua tabela do PIS, indicando os pagamentos em uma agência da Caixa, pela internet, no site do portal cidadão ou ainda em uma casa lotérica credenciada. É importante ressaltar que os pagamentos do PIS 2019 estão atrasados devido à crise que o país atravessa e para quem nasceu em agosto, só receberá esse dinheiro em 2020.


Valor do PIS

Valor do PIS 2019O valor que o Governo paga aos cidadãos que tem direito ao PIS, é determinado conforme o valor do salário mínimo. Assim, o valor que os trabalhadores recebem pelo PIS normalmente tem um aumento anual, já que o salário mínimo sempre tem um reajuste.

Desde 2016, porém, o valor do benefício começou a ser pago de forma proporcional ao tempo de serviço do trabalhador. Cada 30 dias de trabalho com carteira assinada dão ao trabalhador direito a 1/12 do valor do abono salarial 2019. Para ter direito ao valor integral durante o calendário PIS 2019, entretanto, é necessário ter trabalhado durante todo o ano com a carteira assinada.

Para esclarecer dúvidas, confira abaixo a tabela de valores disponibilizada pela Caixa Econômica Federal:

Meses trabalhados (dias) Valor Abono
1 (de 30 até 44) R$ 80,00
2 (de 45 até 74) R$ 159,00
3 (de 75 até 104) R$ 239,00
4 (de 105 até 134) R$ 318,00
5 (de 135 até 164) R$ 398,00
6 (de 165 até 194) R$ 477,00
7 (de 195 até 224) R$ 557,00
8 (de 225 até 254) R$ 636,00
9 (de 255 até 284) R$ 716,00
10 (de 285 até 314) R$ 795,00
11 (de 315 até 344) R$ 875,00
12 (de 345 até 365) R$ 954,00

Para o PIS 2019, o valor pago será de até R$ 954,00, o que já ajuda muitas pessoas a pagarem umas contas e terem uma situação financeira melhor.